Escuro Leve

5 tendências do varejo que estarão na NRF 2023 Deixe um comentário

5 tendências do varejo que estarão na NRF 2023

Maior evento de varejo do mundo traz as tendências para 2023

Imagem do StartSe

Que o varejo foi profundamente transformado com a pandemia não é novidade. Agora, no entanto, é o momento de aterrissar os pés no chão e olhar para o futuro novamente. Um dos acontecimentos que estão ajudando o varejo a traçar novos caminhos é a NRF, a maior feira de varejo do mundo, que acontece em janeiro de 2023 em Nova York.

CINCO TENDÊNCIAS QUE ESTARÃO PRESENTES NO EVENTO. CONFIRA:

1 – METAVERSO

Embora a Meta esteja sofrendo com a desconfiança dos investidores devido ao alto investimento no metaverso, essa continua sendo uma grande tendência para o varejo. Isso porque a novidade vai além das compras – é, também, um novo ponto de contato com o cliente. Recentemente, a Americanas criou uma loja própria no metaverso do GTA RP para interagir com o público gamer, passando a ser reconhecida também neste cenário.

Além disso, o metaverso também é um ponto interessante na experiência do cliente. Segundo um estudo da Raydiant, 56,6% dos respondentes preferem comprar online do que pessoalmente – um aumento de 10% em comparação a 2020. Já em um estudo da PWC, 32% dos usuários de óculos de realidade aumentada fizeram compras nessa plataforma na primeira metade de 2022.

Na NRF: discussões sobre como o metaverso pode ser mais inclusivo, como participar do setor de moda virtual, etc.

2 – GERAÇÃO Z

A Geração Z está ganhando mais poder aquisitivo e consumindo cada vez mais. Neste ano, segundo o Mercado Livre, 25% dos compradores da Black Friday nasceram entre 1995 e 2010. Agora, cabe ao varejo se adequar às novas demandas de consumo, encontrar o novo consumidor onde ele está (e sim, grande parte está no TikTok).

Na NRF: discussões sobre a ascensão das marcas centradas na identidade, como reinventar para onde você está indo repensando o que faz, etc.

3 – ECONOMIA CIRCULAR

Após passar pelo período crítico da pandemia, não apenas a Geração Z mas todas as gerações repensaram o próprio consumo. Agora, até mesmo as fast fashion estão aderindo à tendência. A Zara anunciou que lançará revenda, conserto e doação de roupas através de seu e-commerce e começará o piloto pelo Reino Unido.

Na NRF: discussões sobre como usar o espaço na loja para reduzir o desperdício e incentivar a reutilização, 

4 – SUSTENTABILIDADE

Além da moda circular, é esperado que as empresas de varejo produzam usando materiais mais sustentáveis e que destinem as embalagens para locais corretos de reciclagem, por exemplo. Projetos como EuReciclo e a denominação como “Empresa B” são objetivos a serem perseguidos pelas companhias no Brasil. Uma “Empresa B”, aqui e ao redor do mundo, é uma empresa que visa como modelo de negócios o desenvolvimento social e ambiental.

Na NRF: discussões sobre como marcas ativistas conquistam clientes falando o que pensam e como evitar o greenwashing.

5 – MANTENHA A OPERAÇÃO ENXUTA

“Corte os intermediários” era um lema das startups, mas tornou-se também do varejo. Isso porque está aumentando o número de marcas que vendem diretamente ao consumidor. Antes, a iniciativa era buscada para que a empresa oferecesse um custo menor de produto e um atendimento diferenciado, mais próximo do cliente. Agora, tornou-se também uma estratégia para continuar competitivo em momentos de maior inflação.

Na NRF: discussões sobre como as ofertas de realidade mista podem reduzir orçamentos e desperdícios, a explosão das compras ao vivo, a evolução sob demanda das lojas de conveniência, entre outros.

 

Fonte: StartSe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =

CARRINHO DE COMPRAS

close