Escuro Leve

Tecnologia: O craque da vez Deixe um comentário

Tecnologia: O craque da vez

Se a Copa é capaz de unir fãs do futebol ao redor do mundo, a tecnologia em jogo é quase tão surpreendente quanto os próprios atletas

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

A Copa do Mundo começou, e é difícil não se contagiar pelo clima de festa e torcida pelo futebol: da compra de vuvuzelas às tintas verde e amarela que surgem por toda a parte, a expectativa do troféu se torna presente dia após dia no imaginário dos brasileiros.

Se as emoções da Copa são capazes de unir fãs do futebol ao redor do mundo, este ano a tecnologia em jogo é quase tão surpreendente quanto os próprios atletas.

Novas tecnologias introduzidas nesta edição do mundial, como resfriamento de estádios, tecnologia de árbitro de vídeo (VAR) orientada por IA, navegação baseada em sensores para gerenciamento de tráfego, gerenciamento de multidões baseado em drones, entre outras, proporcionarão uma experiência imersiva e envolvente para jogadores e fãs. Aqui estão três maneiras pelas quais a tecnologia terá um impacto maior no jogo de futebol nesta Copa do Mundo:

IA & Analytics permitirão maior eficiência da equipe e do jogador

Assim como os CIOs e as empresas aproveitam a análise para processar Big Data e tomar decisões inteligentes baseadas em dados, a tecnologia de análise aproveitada no jogo fornece um grande volume de dados sobre o desempenho do jogador, jogabilidade, lesões, condicionamento físico etc., equipando seleções para tomar decisões precisas na escalação para cada jogo.

Com IA e melhorias na tecnologia de rastreamento de jogadores, dados e métricas de futebol podem ser capturados diretamente de transmissões de televisão ao vivo sem a necessidade de outras câmeras no local. Os dados também estão ajudando os técnicos a se tornarem mais intuitivos no gerenciamento das equipes, com insights orientados por IA que ajudam a avaliar a saúde mental e os bloqueios psicológicos da equipe, auxiliando os jogadores na preparação para a Copa do Mundo, desenvolvendo as habilidades da equipe e aprimorando a capacidade da equipe de vencer.

Até a tecnologia GPS pode ajudar a analisar a velocidade do jogador, distância, esforço e o impacto no desempenho geral da equipe. Os avanços na IA também estão encontrando o caminho para uma busca mais inteligente do talento certo que pode ser treinado para dar suporte a uma melhor dinâmica e desempenho da equipe.

A computação na borda vai potencializar experiências de jogo melhoradas

Chamamos de computação na borda (Edge Computing) o processamento, análise e armazenamento de dados que estão mais próximos de onde eles são gerados, o que possibilita análises e respostas rápidas, quase em tempo real. À medida que o Edge Computing ganha ainda maior dimensão com o 5G, as empresas têm a oportunidade de melhorar a velocidade, reduzir a latência e garantir a segurança dos dados. No mundo corporativo estão aproveitando a computação de borda para fornecer aos líderes de negócios insights inteligentes acionáveis ​​que os ajudam a tomar decisões importantes.

Da mesma forma, o uso de tecnologia de ponta no futebol tem potencial para processar dados em tempo real durante uma partida. Os analistas de jogos já estão em campo fazendo observações capturando dados usando vídeo para compartilhar passagens do jogo com os tomadores de decisão.

A capacidade de processar esses dados localmente em tempo real usando servidores de borda permitirá que técnicos e jogadores acessem informações de jogabilidade inteligentes fornecidas por meio de painéis interativos para ajudar na tomada de decisões importantes para saírem vitoriosos.

Tecnologia para melhorar a sustentabilidade no esporte

Com as mudanças climáticas impactando também os esportes, eventos de destaque estão implementando estratégias para obter resultados mais positivos e sustentáveis. Embora a próxima Copa do Mundo da FIFA tenha uma abordagem estratégica de sustentabilidade em cinco pilares – humano, ambiental, social, econômico e de governança, a tecnologia tem um papel significativo na viabilização de experiências sustentáveis.

 

*Por Marcus Luz, Diretor de Digital Business Technologies e Cibersegurança da Minsait no Brasil

Fonte: Olhar Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 15 =

CARRINHO DE COMPRAS

close